Quarta-feira, 30 de Abril de 2008

China vs Portugal (Auto-estradas)

Pois é caros amigos, depois de alguma ausência motivada por muito trabalho e parte dele em viagem pela China “profunda”, venho falar-vos mais uma vez de um assunto rodoviário.

 

Já vos contei como é que se conduz por estas paragens e estava a referir-me apenas às estradas, ruas e avenidas, já nas auto-estradas e nas chamadas “vias rápidas”  é um verdadeiro “vê se te avias” o numero de vias é (como já se sabia) igual ao numero de carros que cabem lado-a-lado no asfalto, as ultrapassagens são pela esquerda, pela direita, pelas centrais e por todos os cantos e recantos possíveis e imaginários, conduz-se com crianças ao colo (para aprenderem desde cedo a lidar com o assunto) e todas as barbaridades possíveis e imaginárias e se lá para os meus lados os carros novos têm direito a matricula provisória noutras províncias porem circulam mesmo SEM MATRICULA mas com a maior das descontracções (deve ser a forma que têm para exorcizar os seus fantasmas relativamente à liberdade... um bem tão precioso... e tão raro...).

 

Mas se os chineses ainda conseguem abusar mais que os portugueses relativamente a alguns aspectos rodoviários (coisa que parecia difícil de imaginar) noutros aspectos são IGUALZINHOS, tão iguais que nem se nota a diferença entre circular numa auto-estrada chinesa e numa portuguesa, vejamos:

 

1- A sinalização é má e está na maior parte dos casos mal colocada, quando se vê, já é TARDE DEMAIS (para uma pessoa responsável) mais uma vez para chineses e portugueses estamos sempre perfeitamente a tempo de parar, passar uns quantos traços contínuos ou mesmo meter marcha-atrás e apanhar a saída ideal.

 

2- Em ambos os casos há SEMPRE OBRAS... um troço com 25 Km tem no mínimo 2 ou 3 interrupções de faixas por motivo de obras, claro.

 

3- Em ambos os casos também existem PORTAGENS e CARAS que são.

 

4- Ok, na China além de portagens ainda existem “Check-points” com militares vestidinhos a rigor que nos inspeccionam os documentos e o carro de ponta a ponta, tudo em nome da dita SEGURANÇA, será?!

 

Pois é, parece que quanto mais se conhece a verdadeira China mais noção temos que a “abertura” ao mundo tão apregoada pelo regime em vigor se fez mesmo apenas e só num sentido... no sentido de VENDER...

Tempo para hoje:
Sexta-feira, 28 de Março de 2008

“Kamikaze” ou Preguiça Chinesa

Há um velho dito popular na China (e pelo mundo) que nos fala da “paciência de chinês” como uma das grandes virtudes desse povo... hoje, decidi QUEBRAR O MITO... e falar-vos da PREGUIÇA CHINESA... sim... os CHINESES são preguiçosos e não são nada pouco...

 

Para demostrar a sua preguiça... dou-vos um exemplo a que assisto diariamente pelas ruas e avenidas desta gigantesca “aldeia” onde moro...

 

Há uns tempos atrás falei-vos sobre as passagens das ruas em local proibido e altamente perigoso mesmo quanto têm enumeras opções para o fazer de forma segura... e sobre esse assunto percebi que não o fazem por PURA e SIMPLES... PREGUIÇA... é isso mesmo... eles não querem andar mais 10 metros para passar a estrada ou subir e descer (mesmo que em escadas rolantes) uns quantos degraus... eles parece que estão numa SAVANA (apesar de parecer mais uma selva) MIRAM o ALVO a atingir... e traçam uma recta pela qual passam sem se desviar ACONTEÇA o que ACONTECER... é isso mesmo... eles juntam à PREGUIÇA uma TEIMOSIA e ARROGÂNCIA descomunais (que aumentam exponencialmente consoante a quantidade de gramas de ouro que trazem no corpo) e sigaaaaaaaaaaaa... se aparecer alguém que se desvie ou passo-lhe por cima (deve ser o que pensam)... se for um carro... que pare... se quiser... e é vê-los passear alegremente pelo asfalto, como se estivessem num jardim, pelo meio desse passeio ouvem-se não os passarinhos mas travagens e buzinas de carros e (as malfadadas) scooters que deles se desviam (e dos carros) serpenteando por entre todos eles sem sequer travarem ou abrandarem o ritmo tão alucinante como as cores das carnagens e capacetes.

 

Se a minha história não me falha os “Kamikaze” eram japoneses e pilotavam aviões e não pedestres chineses... mas realmente... a globalização tem destas coisas... ou não...

 

Tempo para hoje:
Domingo, 24 de Fevereiro de 2008

Chinesices Motorizadas e Não só

Pois é caros amigos... muito tenho eu escrito sobre as minhas aventuras automobilísticas mas, pensando bem... elas são apenas meras gotículas de água num oceano que é o transito e a condução na China...

 

Todos sabemos como é um “Tuga” na estrada (e não é flor que se cheire) agora um chinês na estrada é algo que transcende a imaginação humana... eu diria mesmo que algumas situações que já presenciei seriam muito difíceis de acreditar se mas tivessem apenas contado...

 

Proponho um jogo com alguns desses fenómenos (ou os que mais me marcaram a memória):

 

Imaginem um cenário “Ponte 25 de Abril” (ou outra que se lembrem) “hora de ponta” de final de tarde com o “lusco” já mais para o “fusco” onde nem as luzes ligadas ajudam e uma chuvinha daquela “manhosa” para ajudar à visibilidade... é o cenário ideal para:

 

a)      circular de luzes apagadas;

 

b)      circular com cuidados redobrados;

 

c)      parar a “scooter” encostada ao separador central, sem qualquer luz avisadora, na faixa mais rápida para vestir um impermeável que tal como a restante roupa se quer PRETO para estar sempre na moda...

 

 

Se escolheram a opção a) dou-vos os meus parabéns, são verdadeiros “Tugas” e corre-vos nas veias o sangue aventureiro (e egocêntrico) dos nossos antepassados.

 

Opção b) não são deste “planeta” são com certeza “nórdicos” e questiono-me como conseguiram ler este post se não está em Sueco nem em Norueguês...

 

Se acham que a opção certa é a c) então meus amigos... dou-vos o meu “nei hao” porque são chineses de gema, clara e casca (como eu costumo dizer).

 

 

O segundo cenário é uma avenida extremamente movimentada com conduz ao centro da cidade (estilo Av. da Republica ou da Boavista) com 4 faixas de rodagem e mais as faixas de aceleração e desaceleração (ao todo é como se tivesse a largura de 6 faixas com um traço continuo duplo ao centro em vez de separador central)... de referir ainda que junto aos passeios laterais existe uma vedação metálica com cerca de 1m de altura para impedir os peões de atravessar naquele local mais uma vez é o cenário ideal para:

 

a)      andar 20m para a direita, subir 2 lanços de escadas e atravessar na passagem superior para peões ou andar 30m para a esquerda, descer na passadeira rolante e passar pela passagem subterrânea igualmente para peões e ambas assinaladas com grandes placas informativas e setas.

 

b)      Ver qual das passagem é mais perto (para andar menos) e utilizar o elevador exclusivo para deficientes motores e pessoas com mobilidade reduzida.

 

c)      Saltar por cima da vedação metálica e atravessar todas as faixas de rodagem por entre carros que travam, apitam e os fintam mas sem qualquer pressa, como se estivessem a passear pelo quintal lá de casa...

 

Opção a) (caro amigo “nórdico” sabe ler português? Como?! Ah aprendeu na escola... pois é vocês lá para cima têm escolas e até dão português... pois, nós em Portugal... Não!!).

 

Opção b) – é bom ter compatriotas “Tugas” a ler os nossos posts seja onde for... pelo mundo...

 

Opção c) – é natural de “Fujian” com toda a certeza e, como tal, não tem medo de nada nem ninguém e se for preciso dá porrada até na própria sombra (se ela estiver a olhar para si com um ar reprovador).

 

 

E mais não digo... guardo para outro dia... hoje é Domingo... também tenho direito a descanso ;)

 

 

Tempo para hoje:
Quinta-feira, 21 de Fevereiro de 2008

Aventuras Pré-automobilísticas

“Ni hao” caros amigos... cá estou eu outra vez...

 

Andei a pensar em como vos tenho “massacrado” com historias acerca das minhas recentes aventuras automobilísticas... mas, lembrei-me que não vos contei ainda o porque de ter entrado para o clube dos “engarrafa ruas”...

 

O que leva alguém como eu, estrangeiro e mais ou menos deslocado... a comprar um carro na CHINA... numa cidade que só pelo facto de ser chinesa já significa que está SUPERLOTADA de carros (e SCOOTERS?! Nem comento!!)... a justificação chama-se “TRANSPORTES PÚBLICOS”... esse foi, por assim dizer, o vírus que apanhei e que me levou a tomar tal atitude...

 

Todos sabemos que em lado algum neste planeta os transportes públicos são bons ou minimamente adequados a quem os usa... há e haverá sempre problemas (se alguém sabe de um sitio onde isto não aconteça que se acuse). Acontece que na China o problema assume outras proporções... é que apesar de os haver... e de até terem uma cobertura “razoável” da área têm problemas gravíssimos de um carácter que diria que é “estrutural”... mas vamos aos exemplos práticos que é mais fácil.

 

 

Exemplo 1 - O Autocarro:

 

O autocarro é o meio de transporte publico mais comum... tem uma boa cobertura e é barato, para terem uma ideia... uma viagem (não importa de onde a onde... pode ser só de uma paragem ou de ponta a ponta da carreira) custa cerca de 0,25 €.

Até aqui tudo bem... agora vêm os problemas “estruturais”:

 

1.      São, na sua maioria velhos, são extremamente sujos e diria que o ultimo IPO a que foram data de antes da invenção dos IPO;

 

2.      Circulam quase sempre SUPERLOTADOS... e SUPERLOTADOS não é com meia-duzia de pessoas meio entaladas... aqui SUPERLOTADOS é com pessoas em CAMADAS e meia-duzia que vão quase “ao colo” do condutor;

 

3.      Os condutores... e para mim este é o PRINCIPAL PROBLEMA... são rudes, mal formados, mal habilitados para conduzir e diria mesmo que muitos deles aparentam não fazer a mínima ideia para que serve certas manivelas, botões e etc... arrancam como quem faz “Drag Racing” (vão ver à wikipédia) e travam acho que usando os 2 pés no travão para aquilo parar de forma mais brusca possível. Desrespeitam todos as regras do código além de que... fazem a carreira correspondente ao autocarro que conduzem... ou, em alternativa... a que lhes apetece... É VERDADE!! Entrar no autocarro nº X nem sempre significa que vai passar onde queremos ou estamos habituados... pode bem ser que nesse dia e hora o condutor esteja com pressa para fazer qualquer coisa e faça só meia volta... estão a pensar... e os passageiros?!? São largados em qualquer lugar... para que eles possa ir à vidinha dele...

Por sistema, e LEI... nos autocarros é proibido fumar (valha-nos isso) mas nem sempre essa proibição se estende ao condutor que por vezes, assim como quem não me apetece fazer a volta toda, também lhe pode apetecer um cigarrinho a meio...

 

 

Exemplo 2 – O Táxi:

 

O táxi como todos sabemos é bem mais prático... não temos que ir “ao monte”, paramos exactamente onde queremos e não numa paragem ao fundo da rua, etc...

Tem a desvantagem de ser mais caro... mas o transporte mais “individualizado” tem os seus custos, certo?

 

Pior que os problemas ocorridos nos autocarros se repetem quase na INTEGRA... são igualmente na maioria VELHOS e SUJOS, fazem barulhos que parece que as rodas vão cair a qualquer momento... suspensão e travões são EXTRAS que não fazem parte do “Pack base” e os condutores... são IGUAIS... aos dos autocarros... com a agravante que não falam uma palavra de coisa alguma sem ser chinês (o que não surpreende...).

Neste altura deverão estar a pensar... “olha-me este... os taxistas em Portugal também não falam inglês nem francês...” pois é, eu sei, mas o problema é que as coisas em Chinês têm nomes que não têm nada a ver nem lembram a ninguém e se um Inglês disser “makiz de ponbau” toda a gente percebe que é para ir para o Marquês de Pombal (dando a volta por Sintra e Cascais mas só porque o trajecto é mais bonito...) mas percebe... agora AQUI... “mou ah”... se não dissermos o nome em chinês, ninguém sabe onde nem o que é...

 

Mas para todos os problemas há uma solução... não fossem eles problemas... o que implica terem uma resolução, caso contrário não poderiam ser considerados problemas, certo?! Relevando o facto de que poderão existir problemas insolúveis mas é melhor não ir por ai senão isto fica a parecer conversa de chinês... e isso é uma OUTRA história...

 

SOLUÇÃO: Cá vai ela... ou “decoramos” à chinês... ou andamos todos (os “kuai lous”) de papelinhos no bolso com as indicações de onde queremos ir escritas em chinês para darmos a ler aos taxistas (aos que não são analfabetos... ufff... felizmente que isso é problema de países subdesenvolvidos tipo... PORTUGAL)

 

OU

 

COMPRAMOS CARRO... ;) e iniciamos um conjunto de aventuras maravilhosas e a nossa vida nunca mais será a mesma... ;)

Tempo para hoje:

Informação NADA Interessante

pesquisar

 

Agosto 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Chinesices

China vs Portugal (Auto-e...

“Kamikaze” ou Preguiça Ch...

Chinesices Motorizadas e ...

Aventuras Pré-automobilís...

Chinesices mais Antigas

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

tags

todas as tags

LINKS

http://averpassarcomboios.blogspot.com/ http://memoriaspraeskecer.blogspot.com/

TIME

Visitantes Online

Music Player

Número de Vistos para a China

Motorcycle Accident Lawyer
Motorcycle Accident Lawyer Counter

A Melhor Rádio do MUNDO e ARREDORES

CHINESAGEM

A China mudou...
para melhor
para pior
Quem disse que mudou?
China?! o que e?
  
pollcode.com free polls
Hello Kitty tao querida que apetece...
Apertar
Esganar
Matar
Beijar
Abracar
  
pollcode.com free polls
Qual o seu signo no horoscopo chines?
Rato
Porco
Cao
Galo
Macaco
Cabra
Cavalo
Serpente
Dragao
Coelho
Tigre
Boi
Porco
  
pollcode.com free polls