Terça-feira, 21 de Abril de 2009

A China e a “Anti-globalização”

Ni hau a todos, eis-me de volta a este meu blog, deixado em stand-by desde há 3 meses. Tenho andado cansado e as mudanças na minha vida também têm sido muitas o que por vezes me tira o tempo e a vontade de “postar” algo por aqui…

Hoje não pude deixar de o fazer, não consegui, faço este post não apenas como um alerta, como uma informação ao mundo, mas também e principalmente como uma espécie de terapia… para mim próprio…

Não foi a primeira vez, já outras vezes tinha sentido em algumas situações que o facto de ser estrangeiro nestas terras me fecha algumas portas e me barra caminhos desviando-me para locais mais confortáveis e cómodos para os locais mas pela primeira vez senti, com toda a certeza e clarividência que na China também há RACISMO, XENOFOBIA ou talvez um certo SEPARATISMO, uma espécie de “APARTHEID” na versão chinesa. Pela primeira vez senti que me foi barrado o acesso a um local público, a um espectáculo público para o qual eram inclusivamente vendidos bilhetes de ingresso mas não a mim, porquê? Acredito que simplesmente pelo facto de não ter cara oriental, não ser oriental, não ser da mesma “raça”…

O espectáculo de que falo nada tinha de especial, creio, era apenas um espectáculo tradicional de “ópera chinesa” muito comuns nesta altura do ano e, apesar de ter a noção que estes espectáculos encerram muitas vezes cultos de carácter religioso ou de culto aos antepassados nunca pensei que me pudesse ser barrado o acesso a um espectáculo que reafirmo uma vez mais, era público, e em lugar público e do qual tive conhecimento pela publicidade feita nalguns jornais.

Mas, na verdade, percebei que não se destinava a mim, estrangeiro, mas apenas a um grupo mais restrito onde os outsiders não estão incluídos e muito menos são bem-vindos.

Num mundo que se diz cada vez mais global e onde a palavra “globalização” anda na boca de todos parece-me que descobri a maior forma de “anti-globalização” que existe – o RACISMO, a XENOFOBIA e o SEPARATISMO entre culturas…

 

Tempo para hoje:
Terça-feira, 20 de Janeiro de 2009

Ano do Búfalo?!

Pois é, cá por estes lados já anda tudo doido com os “Kung Hei Fat Choi” e os “Lai See”, as ruas, as casas, as portas dos edificios públicos e não só e tudo mais estão replectos de laternas, luzinhas e todo o tipo de apetrechos em tons vermelho-vivo e... claro... ouro, muito ouro...

 

Como é normal, com a próximidade da celebração de um novo ano lunar, o “animal” que se segue no horóscopo chinês ganha uma maior importancia e tudo ou quase tudo tem a imagem do “dito” impresso, colado, esculpido, etc...

 

Mas reparei que vejo vacas em todo o lado e pensei, espera lá, então mas o ano que aí vem não é o ano do BÚFALO?!

 

Parece que sim, mas apesar de ser o ano do búfalo o que vejo são desenhos muito “cute” de vaquinhas mais sorridentes que a outra dos queijos triangulares e pasme-se, com grandes pestanas e olhos azuis?!

 

É pá, algo vai mal na cabeça desta gente, é que substituir o búfalo pela vaquita, não estando muito correcto ainda vá lá que não vá que o a búfalo realmente é um “bicho” um bocadinho “feiote”, agora que a dita vaca tenha um sorriso “colgate”, grandes pestanas e olhos azuis, digamos que já começa a ser assim um certo exagero estilístico, ou será que não?

 

Tempo para hoje:
Domingo, 7 de Setembro de 2008

Paraolímpicos Paraestrangeiros

Se os XXIX Jogos Olímpicos foram a ocasião suprema para a China demonstrar ao mundo todo o seu potencial, os Paraolímpicos que ontem começaram são a oportunidade da China continua a demonstrar toda a sua “força” e toda a sua “dedicação” ao desporto e ao “Espirito Olímpico”.

 

Com uma cerimonia de abertura não tão glamourosa mais igualmente grandiosa a China quis demonstrar ao mundo que está TÃO empenhada nestes Paraolímpicos COMO nos Olímpicos do mês passado.

 

Acontece que há certos “detalhes” que lhes “fogem como areia seca por entre os dedos”, a transmissão televisiva da cerimónia esteve a cargo da TVB uma cadeia de grande dimensão que transmite a partir de Hong Kong e que foi um dos GRANDES parceiros dos Jogos de Pequim. Acontece que, DESTA VEZ, e ao contrário DA OUTRA, (entenda-se da de 8/8/2008) as honras foram exclusivas para o canal da TVB em inglês, enquanto que o canal em chinês continuou a transmitir alegre e despreocupadamente as novelas da praxe.

 

Ao que parece os actuais PARAOLÍMPICOS são mesmo IMPORTANTES, mas só para ESTRANGEIRO VER... os locais gostam mais dos que têm os braços e pernas todas, que conseguem ver, falar ou ouvir perfeitamente ou que têm um desenvolvimento mental e físico considerado NORMAL pelos nossos standarts.

 

Nada de novo... é assim que as sociedades tratam mesmo as pessoas com deficiência, como DESIGUAIS, acontece que na chinesa, os desiguais são ainda mais DESIGUAIS que os outros e não servem para o desporto mas para ANGARIAR FUNDOS ATRAVÉS da mendicidade e isso não é nada giro de mostrar ao mundo, nem mesmo ver que os “deficientes” dos outros também correm, nadam, jogam e GANHAM MEDALHAS...

 

 

P.S.: Por Portugal chegou a verdadeira altura de apoiar o desporto para deficientes, agora que eles vão trazer medalhas... por certo MUITAS MAIS que os outros... aqueles a quem PAGAMOS fortunas para irem passar férias a Pequim... (Grande Vanessa é triste teres que vir “dar o dito por não dito” para sobreviveres neste mundo mas a tua IDEIA ficou... acredita que sim...)

 

 

Tempo para hoje:
Sábado, 9 de Agosto de 2008

Febre Chinesa do "8" chega a Portugal

Já sabemos (eu pelo menos sei) que os chineses são perfeitamente "viciados" no 8 (o oito, ou a forma de o pronunciar em chinês significa fortuna/riqueza) e, assim sendo, quanto mais OITOS melhor...

 

Há tempos dei aqui conta dos famosos leilões de matriculas para automoveis e dos valores astronómicos que elas podem atingir, tendo em conta a quantidade de OITOS que possuem, claro está...

 

Acontece que parece que essa "febre" chinesa chegou mais depressa que a "famosa" Gripe da Aves e em Portugal já há quem esteja contaminado, é o caso da Media Markt (aqueles que dizem que não são PARVOS, mas às vezes PARECEM). Na abertura da recente loja de Leiria escolheram não só o dia 8/8/2008 mas também as 8h08 como momento exacto para a inauguração... ficamos assim todos a saber que além de venderem MUITAS CHINESICES, pelos vistos os senhores além de não serem PARVOS são assim também ligeiramente CHINESES.

 

A mim, dá-me ideia que tanta FARTURA de OITOS ainda vai dar é em FOME pois os ditados populares para mim têm sempre um vice-versa.

 

Por PEQUIM, tudo "numa boa", certinho e alinhadinho e mais MORTO menos MORTO vai correndo tudo bem (até porque desses não deve rezar a história).

 

Tempo para hoje: e do NACIONAL
Quarta-feira, 16 de Julho de 2008

Os Jogos Olímpicos da Boa Educação ou Como fazer Pierre de Coubertin* dar voltas na tumba

Pois é, agora que estamos a 25 dias (e a contagem decrescente continua) para o início dos Jogos Olímpicos de Pequim 2008, chegou a hora dos responsáveis pelo evento universal virem dar um “arzinho da sua graça” mostrando ao mundo o resultado dos seus “T.P.C.”.

Zhang Zhenliang (fixem este nome pois desconfio que ainda vão ouvir falar muito dele) é o subdirector do departamento de voluntários do BOCOG (Beijing Organizing Comité Olympic Games) e, em conferência de imprensa, veio dar conta das “novas” regras a respeitar pelos espectadores que resolverem deslocar-se a Pequim para assistirem aos jogos. Segundo o responsável chinês, para além de comprarem bilhetes (obvio) os espectadores vão ter que cumprir um conjunto de 26 regras impostas pelo BOCOG (só?! Dirão os chineses!!).

O BOCOG especifica a coisa e diz que essas regras (editadas em livro) serão 22 restrições e 4 proibições visando, passo a citar o Sr. Zhang Zhenliang “...manter a ordem e a segurança”.

O Sr. Zhang Zhenliang apelou ainda aos espectadores que MEMORIZEM (coisa nunca vista na China, eles quase nem memorizam nada...) as normas olímpicas.

Do “livrinho” das regras e códigos de conduta durante os Jogos Olímpicos é possível retirar dúvidas acerca de algumas das proibições, vejamos alguns exemplos:

- não se podem tirar fotos com flash nos locais olímpicos;

- Máquinas de filmar e rádios não entram nos recintos;

- E estão proibidos comportamentos como a embriaguez, a nudez, o jogo (por esta é que eu não esperava), as manifestações (a sério!?), concentrações e protestos (quem diria?!).

As regras que foram promulgadas na passada segunda-feira aconselham ainda os espectadores a não trazerem cartazes ou panfletos de publicidade comercial, religiosa, politica, militar, de defesa dos direitos humanos ou de protecção animal ou ambiental (atenção que a ordem não é minha, é do Sr. Zhang Zhenliang) pois, segundo o mesmo responsável, estes VIOLAM OS PRINCIPIOS DO EVENTO OLIMPICO. (obviamente que sim, nunca uns jogos olímpicos serviram para fins PUBLICITÁRIOS e/ou de promoção RELIGIOSA, POLÍTICA, MILITAR ou outra... mas é que NUNCA na vida)

O BOCOG (não satisfeito com as proibições anteriores) enumera ainda uma lista de objectos proibidos como instrumentos musicais, buzinas, isqueiros fósforos ou outros e ADVERTE que é MAU PRINCIPIO abrir os guarda-chuvas e/ou sombrinhas durante os eventos desportivos (isso agora é que vai ser um GRANDE PROBLEMA... ai vai vai... proibir tudo o resto ainda vá, agora as sombrinhas é que não... isso é como tirar o oxigénio do ar que eles respiram). Serve tudo isto para, citando mais uma vez o “alto responsável” chinês, “...assegurar um ambiente de ordem, alegria e harmonia”.

No ponto seguinte, foi informado que a formação dos 800 mil voluntários que começou a ser efectuada no início do corrente mês inclui as chamadas “rotinas para incentivar os atletas”. Desta forma, aos voluntários, foi ensinado a APLAUDIR em quatro passos com lemas fáceis de memorizar (sem comentários!!), já tendo aprendido igualmente que têm que se levantar quando soarem os hinos nacionais dos diversos países (UAU!!) e que no final tem que apanhar o lixo (Ah bem, OK, afinal é mesmo fácil, 1- Levantar; 2– Aplaudir; 3- Apanhar o lixo. Até eu já MEMORIZEI). Por fim, e ainda segundo o mesmo responsável, de referir apenas que o “livro das regras” será fornecido com a compra do bilhete para o evento e que terá uma linguagem simples e directa. (ou como se diz em BOM PORTUGUÊS, será CURTO e GROSSO!)

Dispensa mais comentários, adoro ver toda esta HARMONIA e LIBERDADE. Por este andar vamos ter uns Jogos Olímpicos fantásticos... com toda a NATURALIDADE...

 

* Pierre de Frédy (Paris, 1 de Janeiro de 1863Genebra, 2 de Setembro de 1937), mais conhecido pelo seu título nobiliárquico de Barão de Coubertin, foi um pedagogo e historiador francês, tendo ficado para a história como o fundador dos Jogos Olímpicos da era moderna.

 

Tempo para hoje:
Quinta-feira, 10 de Julho de 2008

Nos automóveis, em Portugal é tudo LUXO

Recebi no outro dia um e-mail de uma newsletter onde estou inscrito desde que comprei carro há já alguns anos em Portugal. Essa newsletter nada tinha em especial, não fosse o facto de me “apresentar” um novo modelo que estaria em ESTREIA NACIONAL durante estes fins-de-semana (o anterior e o próximo). O curioso da questão é que conheço MUITO BEM o modelo, pois vejo-o anunciado por aqui desde DEZEMBRO de 2007 e a circular nas ruas e estradas pelo menos desde Março desde ano, ou seja, à primeira vista pareceu-me um pouco ridículo estarem a anunciar em Portugal em ENORME ESTREIA de uma carro que estou farto de ver há meses.

Acontece que essa curiosidade levou-me a entrar na newsletter e a “perder” algum tempo para ver que diferenças havia entre o carro em Portugal e na China e cheguei a uma conclusão desoladora, o carro é o mesmo, o equipamento é o mesmo, as cores disponíveis são... as mesmas... e as únicas coisas que são mesmo diferentes em toda esta questão é que a versão TOPO DE GAMA é a versão BASE aqui e enquanto aqui custa cerca de 22 500€ em PORTUGAL... o MESMO CARRO, a MESMA VERSÃO... custa a módica quantia de 49 000€... sim, leram bem e não há nenhum engano... é isso mesmo... (e se o meu excel não me falha) em Portugal o mesmo carro custa mais 117,778% que aqui.

Razão para dizer, em Portugal ter carro, seja ele qual for, é mesmo possuir um bem de LUXO... estamos ou não estamos de “Accord”.

 até fico de olhos em bico

Tempo para hoje:
Quarta-feira, 9 de Julho de 2008

Profissões “Tipicamente” Chinesas

Já não é novidade (pelo menos para quem lê o blog) que na China o conceito de profissões por género (masculino ou feminino) é pouco ou nada vulgar. Há uns bons tempos (vide aqui) dei-vos a conhecer o facto de aqui existirem, E MUITAS, “mulheres das obras” uma profissão que no “nosso” (meu) conceito ocidental é tipicamente masculina (põe masculina nisso).

Pois é, hoje tive mais uma surpresa, fui com o carrito à revisão, coisa mais do que comum... o que é pouco ou mesmo nada comum é o facto de ter dado de caras não com um “vulgar” mecânico mas sim com UMA “MECÂNICA” (será que existe sequer este termo?) isso mesmo, uma mulher, e, ao que sei, foi ela que me mudou o óleo (ao carro) entre outros serviços da vulgar manutenção.

E atenção que não é uma “oficina qualquer” ao lado do meu carro estavam (para o mesmo serviço) 2 “cavallinos rampantes” (se não sabem o que é vão ao Google) ;-)

Não sei se o carro estranhou ou não o “toque feminino” mas fica registado de facto mais uma das surpresas deste mundo à parte chamado China.

 

Tempo para hoje:
Segunda-feira, 23 de Junho de 2008

(In)Segurança Rodoviária na China

Um dos assuntos que muitas vezes abordo aqui tem a ver com a segurança rodoviária (ou a falta dela) na China. É um facto, quem consegue conduzir na China (e em Portugal) consegue conduzir em qualquer parte do universo (e arredores). É realmente algo que nos une, a “nossa” falta de civismo e educação ao volante, mas, creio que pesando bem tudo, a China ainda nos consegue ganhar por larga vantagem.

Deixo-vos aqui hoje mais um exemplo das idiotices que vejo diariamente ao volante.

O transporte das crianças nos automóveis – pensar-se-ia que no país onde todos os acessórios para transporte de crianças (de todas as idade e tamanhos) são feitos que não haveria problemas com esse aspecto e, na verdade, não há, pois é EXTREMAMENTE comum ver todos os dias pais (e mães) que transportam os seus filhos de tenra idade... AO VOLANTE... NEM MAIS!

Não sei se é por pura ignorância ou se realmente as pessoas acham que estão a contribuir para a educação e/ou formação dos filhos – “ensinando-lhes” a conduzir desde cedo.

É um facto que “todos nós” (pelo menos o pessoal da minha geração) já andou ao volante com os nossos pais, mas nessa altura não haviam air-bags e outros tais que agora fazem dessa viagem um risco AINDA maior do que na altura.

Mas é assim mesmo que eles vão, ao colo... e ao volante porque apesar de as fabricarem aos milhões não usam nem uma das nossas “famosas” cadeirinhas XPTO com todos os autocolantes “CE” (como manda a lei).

 

Tempo para hoje: (Mas dizem que vem aí tufão)
Terça-feira, 17 de Junho de 2008

As Repartições Públicas na China

Depois de alguma ausência motivada por muito trabalho e nenhum tempo para dedicar ao blog estou de volta para vos falar de um tema “sempre na berra”... as repartições públicas e os seus funcionários.

Em Portugal, a crítica aos funcionários públicos e ás instituições e repartições onde estes se encontram é diária, toda a gente tem uma palavrinha de escárnio ou maldizer para soltar acerca desta ou daquela repartição ou deste ou daquele funcionário publico. Muitas vezes sabemos que é mais um habito que outra coisa e por experiencia própria reconheço que nos últimos anos as coisas evoluíram muito nesse capitulo (nalguns casos).

Mas... e como será... na China... onde as repartições têm que atender diariamente milhões de pessoas?! A resposta obtive-a muito recentemente pois necessitei de tratar de alguns documentos relativos à minha permanência aqui.

Em primeiro lugar o chamado sistema do “CU” (Cartão Único) que a muito custo tem sido anunciado (mais do que implementado) em Portugal... aqui funciona e sempre funcionou... lindamente. Existe uma espécie de BI que serve para tudo... é o documento de identificação GERAL e é usado seja na relação com as Finanças, como os serviços de Identificação, Alfandega, Serviços de Saúde... mas para além disso há uma coisa com esse sistema que me agradou (e MUITO). Vejamos o exemplo:

Em Portugal – vamos renovar o BI, tratamos da papelada e esperamos... não se sabe muito bem quanto tempo (dependo do local e do carácter de maior ou menos urgência do documento).

Na China – vamos renovar o BI, tratamos da papelada e... quando está pronto para levantamento recebemos uma SMS, um E-MAIL, ou ambos... a indicar-nos que o nosso documento está pronto e aguarda levantamento a partir do dia “x” no horário “y “a “z”. Ok, é chato quando eles se esquecem e mandam a SMS em chinês, mas quase sempre é seguida por outra... digamos... mais legível...

E o mesmo acontece nos Serviços de Saúde quando temos uma consulta marcada ou um qualquer exame, também podemos activar esse serviço que nos permite no dia anterior recebermos igualmente uma SMS de “lembrança” para esse compromisso.

Realmente dá que pensar e recorda-nos que há “choques” tecnológicos e há “curto-circuitos” tecnológicos e que não são bem a mesma coisa...

 

Tempo para hoje:
Terça-feira, 27 de Maio de 2008

Governo chinês toma (finalmente) medidas

É verdade, o regime chinês resolveu finalmente tomar medidas (dizem eles) para “ajudar” as famílias enlutadas pelo terramoto de 12 de Maio e réplicas que se vêm seguindo. Mas não se pense que adoptou um qualquer linha de crédito ou alguma ajuda especial para a reconstrução das cidades destruídas. Em vez disso resolveram dirigir-se às pessoas de Sichuan e dar-lhe a “boa nova”, dados os acontecimentos, os governantes chineses decidiram dar a “benesse” a estas pessoas, revogando a lei do “filho único” permitindo-lhe assim que possam voltar a ter filhos após terem perdido os que tinham no terramoto.

 

É realmente impressionante a capacidade que estes indivíduos têm para me surpreender quando eu pensava que já tinha visto e ouvido de tudo... eles saem-se sempre com mais uma... e das boas...

 

Por certo a medida deve ter sido recebida com imensa alegria por todas as famílias enlutadas e que acabaram de perder todo o trabalho de uma vida e ainda os seus descendentes.

 

É aquilo que eu chamo a política do “animal de estimação”... “oh, morreu o vosso peixinho de aquário, não faz mal, nós compramos outro igual para substituir” – confesso que me sinto profundamente envergonhado por em pleno século XXI estar a assistir a tamanha desumanidade mas é assim a “nova” China... aparentemente de “cara lavada” mas não conseguindo deixar de  esconder os mesmos “esqueletos no armário” de sempre.

 

 

Tempo para hoje:

Informação NADA Interessante

pesquisar

 

Agosto 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Chinesices

A China e a “Anti-globali...

Ano do Búfalo?!

Paraolímpicos Paraestrang...

Febre Chinesa do "8" cheg...

Os Jogos Olímpicos da Boa...

Nos automóveis, em Portug...

Profissões “Tipicamente” ...

(In)Segurança Rodoviária ...

As Repartições Públicas n...

Governo chinês toma (fina...

Chinesices mais Antigas

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

tags

todas as tags