Sexta-feira, 28 de Março de 2008

“Kamikaze” ou Preguiça Chinesa

Há um velho dito popular na China (e pelo mundo) que nos fala da “paciência de chinês” como uma das grandes virtudes desse povo... hoje, decidi QUEBRAR O MITO... e falar-vos da PREGUIÇA CHINESA... sim... os CHINESES são preguiçosos e não são nada pouco...

 

Para demostrar a sua preguiça... dou-vos um exemplo a que assisto diariamente pelas ruas e avenidas desta gigantesca “aldeia” onde moro...

 

Há uns tempos atrás falei-vos sobre as passagens das ruas em local proibido e altamente perigoso mesmo quanto têm enumeras opções para o fazer de forma segura... e sobre esse assunto percebi que não o fazem por PURA e SIMPLES... PREGUIÇA... é isso mesmo... eles não querem andar mais 10 metros para passar a estrada ou subir e descer (mesmo que em escadas rolantes) uns quantos degraus... eles parece que estão numa SAVANA (apesar de parecer mais uma selva) MIRAM o ALVO a atingir... e traçam uma recta pela qual passam sem se desviar ACONTEÇA o que ACONTECER... é isso mesmo... eles juntam à PREGUIÇA uma TEIMOSIA e ARROGÂNCIA descomunais (que aumentam exponencialmente consoante a quantidade de gramas de ouro que trazem no corpo) e sigaaaaaaaaaaaa... se aparecer alguém que se desvie ou passo-lhe por cima (deve ser o que pensam)... se for um carro... que pare... se quiser... e é vê-los passear alegremente pelo asfalto, como se estivessem num jardim, pelo meio desse passeio ouvem-se não os passarinhos mas travagens e buzinas de carros e (as malfadadas) scooters que deles se desviam (e dos carros) serpenteando por entre todos eles sem sequer travarem ou abrandarem o ritmo tão alucinante como as cores das carnagens e capacetes.

 

Se a minha história não me falha os “Kamikaze” eram japoneses e pilotavam aviões e não pedestres chineses... mas realmente... a globalização tem destas coisas... ou não...

 

Tempo para hoje:
Domingo, 24 de Fevereiro de 2008

Chinesices Motorizadas e Não só

Pois é caros amigos... muito tenho eu escrito sobre as minhas aventuras automobilísticas mas, pensando bem... elas são apenas meras gotículas de água num oceano que é o transito e a condução na China...

 

Todos sabemos como é um “Tuga” na estrada (e não é flor que se cheire) agora um chinês na estrada é algo que transcende a imaginação humana... eu diria mesmo que algumas situações que já presenciei seriam muito difíceis de acreditar se mas tivessem apenas contado...

 

Proponho um jogo com alguns desses fenómenos (ou os que mais me marcaram a memória):

 

Imaginem um cenário “Ponte 25 de Abril” (ou outra que se lembrem) “hora de ponta” de final de tarde com o “lusco” já mais para o “fusco” onde nem as luzes ligadas ajudam e uma chuvinha daquela “manhosa” para ajudar à visibilidade... é o cenário ideal para:

 

a)      circular de luzes apagadas;

 

b)      circular com cuidados redobrados;

 

c)      parar a “scooter” encostada ao separador central, sem qualquer luz avisadora, na faixa mais rápida para vestir um impermeável que tal como a restante roupa se quer PRETO para estar sempre na moda...

 

 

Se escolheram a opção a) dou-vos os meus parabéns, são verdadeiros “Tugas” e corre-vos nas veias o sangue aventureiro (e egocêntrico) dos nossos antepassados.

 

Opção b) não são deste “planeta” são com certeza “nórdicos” e questiono-me como conseguiram ler este post se não está em Sueco nem em Norueguês...

 

Se acham que a opção certa é a c) então meus amigos... dou-vos o meu “nei hao” porque são chineses de gema, clara e casca (como eu costumo dizer).

 

 

O segundo cenário é uma avenida extremamente movimentada com conduz ao centro da cidade (estilo Av. da Republica ou da Boavista) com 4 faixas de rodagem e mais as faixas de aceleração e desaceleração (ao todo é como se tivesse a largura de 6 faixas com um traço continuo duplo ao centro em vez de separador central)... de referir ainda que junto aos passeios laterais existe uma vedação metálica com cerca de 1m de altura para impedir os peões de atravessar naquele local mais uma vez é o cenário ideal para:

 

a)      andar 20m para a direita, subir 2 lanços de escadas e atravessar na passagem superior para peões ou andar 30m para a esquerda, descer na passadeira rolante e passar pela passagem subterrânea igualmente para peões e ambas assinaladas com grandes placas informativas e setas.

 

b)      Ver qual das passagem é mais perto (para andar menos) e utilizar o elevador exclusivo para deficientes motores e pessoas com mobilidade reduzida.

 

c)      Saltar por cima da vedação metálica e atravessar todas as faixas de rodagem por entre carros que travam, apitam e os fintam mas sem qualquer pressa, como se estivessem a passear pelo quintal lá de casa...

 

Opção a) (caro amigo “nórdico” sabe ler português? Como?! Ah aprendeu na escola... pois é vocês lá para cima têm escolas e até dão português... pois, nós em Portugal... Não!!).

 

Opção b) – é bom ter compatriotas “Tugas” a ler os nossos posts seja onde for... pelo mundo...

 

Opção c) – é natural de “Fujian” com toda a certeza e, como tal, não tem medo de nada nem ninguém e se for preciso dá porrada até na própria sombra (se ela estiver a olhar para si com um ar reprovador).

 

 

E mais não digo... guardo para outro dia... hoje é Domingo... também tenho direito a descanso ;)

 

 

Tempo para hoje:

Informação NADA Interessante

pesquisar

 

Agosto 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Chinesices

“Kamikaze” ou Preguiça Ch...

Chinesices Motorizadas e ...

Chinesices mais Antigas

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

tags

todas as tags