Quarta-feira, 24 de Setembro de 2008

Capitalismo "Made in China"

Pois é, tinha que acontecer... já todos sabíamos que mais dia menos dia que nem um ciclo vicioso que teima em não parar havia de aparecer mais uma noticia daquelas que QUASE que dispensam mais comentários, digo QUASE porque desta vez vou ter que dizer mais uma ou outra coisinha.

 

Quem por cá anda sabe que é prática recorrente essa história das FALSIFICAÇÕES e das IMITAÇÕES, o problema é que parece que há muito boa gentinha para a qual estas práticas não têm mesmo quaisquer limites, nem mesmo os da consciência (que é coisa que muito sinceramente a maioria dos chineses “de negócios” parecem nem sequer saber o que é, quanto mais TER). A China dos dias de hoje é isso mesmo, é uma China TOTALMENTE CAPITALISTA (aliás, como sempre foi) mas que já não tem tanto receio de o mostrar, até porque já percebeu que o MUNDO está todo para o mesmo... convém referir apenas como nota que uma das empresas já referenciadas como produzindo leite com estes problemas é a Yili um dos parceiros e patrocinadores das últimas olimpíadas o que deve querer dizer qualquer coisa.

 

Este capitalismo “selvagem” aliado à sede tipicamente chinesa de enriquecer e ser famoso e poderoso a todo e qualquer custo leva a todo o tipo de práticas das quais o mundo, a conta-gotas, vai tendo ALGUMAS imagens.

 

O recente caso do leite “contaminado” é, apenas, mais uma dessas pequenas gotas, mínimas e insignificantes como todas as outras que existiram anteriormente e todas as que ainda vão aparecer, hoje, amanhã e depois... toda a gente sabe que isso acontece, todos, incluindo os governantes que compram desse mesmo leite (que se sabe não estar em condições) para dar às crianças nas escolas...

 

Mas porquê tanto espanto?! Acham que é só na China que isso acontece?! Analisem convenientemente (e de forma isenta) por exemplo, o leite que o Ministério da Educação distribui nas escolas do 1º Ciclo do Ensino Básico em Portugal... será que é leite de alta qualidade?! Mais do que o mandar analisar... provem-no... façam esse pequeno teste... provem-no e vejam se vos sabe ao leite que compram e que têm em vossas casas.

 

A diferença entre os dois casos é que a “falta de consciência” e a sensação de constante impunidade para estas situações que existe na China, leva a que as situações sejam mais gravosas e levam a doenças graves e mortes, caso contrário, ninguém saberia de nada...

 

Para finalizar, gostaria que pensassem numa coisa, numa coisa pequenina, um pequeno detalhe que passou e passa despercebido à maioria. Segundo os últimos desenvolvimentos a “contaminação” com Melamina servia o propósito de “enganar” os testes de proteínas e fazer passar nos mesmos, leite sem qualidade, agora imaginem em que condições estarão estes animais que nem leite conseguem produzir com o mínimo de qualidade para passar nos (supostos) testes...

 

Dá que pensar...

 

 

Tempo para hoje:
Sábado, 31 de Maio de 2008

O rato (português) pariu uma montanha (chinesa)

Segundo as últimas noticias veículadas pela agência Lusa, o governo português prepara-se para enviar ajuda no valor de 250 mil dólares para a China com intuito de ajudar as vítimas do terramoto de Sichuan.

 

A notícia em si suscita-me de imediato três tipos de comentários:

 

- E parafraseando o presidente do governo regional da Madeira: “Está tudo grosso ou quê?!”.

 

- Ninguém em Portugal deve ler jornais ou ver/ouvir as noticias que chegam da China. É que todos os dias se vêm centenas de individualidades, países, estados e organizações a mostrarem os seus valorosos cheques cheios de zeros com as suas contribuições para a ajuda às vitimas.

 

- Estou certo que os 250 mil dólares do governo português vão ser muito úteis na China, pensando bem, deram quase tanto como uma cantora de Hong Kong (da qual agora não me lembro agora o nome).

 

Simplesmente deprimente, se não podemos ajudar, nem sequer a nós próprios, ao menos não façamos figuras ridículas tentando ajudar quem tem muito mais do que nós. Parecemos um “pedinte” que vai pôr parte das suas esmolas numa caixa de um artista de rua (se soubesse desenhar era esse o cartoon que faria... fica a ideia).

 

Tempo para hoje:
Banda sonora: "A Portuguesa" - Hino Nacional Português
Sexta-feira, 23 de Maio de 2008

Palavras para quê?!

Numa altura em que mais de meio mundo fundou, funda ou pretende ainda vir a fundar num futuro mais ou menos próximo uma ONG para "ajudar" a China e os seus habitantes sinistrados pelo terramoto de 12 de Maio ultimo eu pergunto-me para onde vai este dinheiro, estas campanhas, estes donativos?! Para onde?!

 

Numa altura em que todos os dias na TV aparecem casos de sucesso de vidas salvas pelos briosos militares chineses (os cerca de 30.000 que foram destacados para o "teatro de operações" , que são quase todo o exercito chinês como devem calcular) que, em grupos de 4, 5 ou mais, carregam em ombros umas" velhotas centenárias" que foram buscar às montanhas?! (Calma lá, o terramoto foi nas montanhas?!).

 

Pergunto-me: ONDE e QUANDO é que toda esse gente viu ou ouviu esse pedido de ajuda?! por parte da PODEROSA Mãe-Pátria Chinesa?!

 

Alguém viu, por algum acaso, um alto dirigente chinês vir pedir ajuda internacional seja para o que for?

 

Porque será então que tantas CAMPANHAS começaram e tantas ONGs se apressaram a dizer que "vão ajudar".

 

Vamos acabar com este tipo de oportunismo e figuras tristes de gente sem um minimo de escrupulos que pretende apenas (e só) encher os bolsos às custas dos pacóvios que, de bom coração, contribuem para a ajuda às (supostas) vitimas.

 

Mais, já alguem no mundo ocidental se questionou porque é que em Sichuan os prédios que cairam matando milhares (desculpem-me mas eu digo milhões) foram na quase TOTALIDADE edificios publicos e de recente construcção?!

Alguém se questiona porque é que casebres ficaram quase intactos e escolas e hospitais foram reduzidos a escombros?!

 

Não!! Porque pensar "dá trabalho" e mais trabalho dá agir e pedir justificações após as conclusões que se tiram desse pensamento...

 

Tempo para hoje:
Segunda-feira, 19 de Maio de 2008

O Mundo ao Contrário

Hoje foi o primeiro de três dias de luto nacional pelas vitimas do terramoto em Sichuan, às 14h28 iniciava-se o primeiro de três minutos de silêncio em memória das vitimas mas aquilo a que assisti nada teve a ver com SILÊNCIO, antes pelo contrário, foram feitos sim 3 minutos de INTENSO BARULHO com tudo o que era meio de transporte com buzina a buzinar sem parar durante os 3 minutos que se seguiram.

 

Pergunto-me, então porque raio lhe chamaram “minutos de silêncio” se, ao contrário da definição de silêncio, eles fizeram um BARULHO descomunal?!

 

Já sabia que no mundo do espectáculo é costume substituir-se o vulgar minuto de silencio por 1 minuto de fortes aplausos, agora fiquei a saber que, ao que parece, na China, não existe silêncio (nem nessas ocasiões) pois em todas as outras do dia e da noite há muito que tinha percebido o mesmo...

 

 

P.S.: Por Sichuan continua a contagem... e, ao que parece, as autoridades já admitem a publico mais de 70 000 mortos... imagino quantos serão na REALIDADE...

 

Tempo para hoje:

Informação NADA Interessante

pesquisar

 

Agosto 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Chinesices

Capitalismo "Made in Chin...

O rato (português) pariu ...

Palavras para quê?!

O Mundo ao Contrário

Chinesices mais Antigas

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

tags

todas as tags